Ancient History Encyclopedia has a new name!

We are now World History Encyclopedia to better reflect the breadth of our non-profit organization's mission. Learn More

Prometeu

Definição

Mark Cartwright
por , traduzido por Jose Gonzalo Armijos Palacios
publicado em 20 Abril 2013
X

Texto original em inglês: Prometheus

Prometheus & Atlas (by Karl-Ludwig G. Poggemann, CC BY)
Prometeu e Atlas
Karl-Ludwig G. Poggemann (CC BY)

Na mitologia grega, o titã Prometeu tinha a reputação de ser uma espécie de malandro embusteiro, famoso por ter dado à raça humana o presente do fogo e a arte da metalurgia, uma ação pela qual ele foi punido por Zeus, que se certificou de que todos os dias uma águia devorasse o fígado do titã enquanto, desamparado, jazia acorrentado a uma rocha.

Prometeu (que significa "previsor") foi um dos líderes da batalha entre os titãs e os deuses olímpicos guiados por Zeus para obter controle dos céus, uma luta que se afirma ter durado dez anos. Prometeu, no entanto, mudou de lado e apoiou os vitoriosos olímpicos quando os titãs não iriam seguir seu conselho de usar artimanhas na batalha.

Remover publicidades

Advertisement

De acordo à Teogonia de Hesíodo, o pai de Prometeu foi Jápeto, sua mãe foi Clímenes (ou Thémis em outras versões) e seus irmãos foram os também titãs Epimeteu (lerdo de pensamento), Menoécio e Atlas. Um dos filhos de Prometeu foi Deucalião, um equivalente de Noé, que sobreviveu a uma grande inundação ao navegar em um barco enorme durante nove dias e nove noites e quem, com sua esposa Pirra, se converteu no fundador da raça humana.

Em algumas tradições, Prometeu fez o primeiro homem do barro, enquanto que em outras os deuses fizeram todas as criaturas sobre a Terra, e Epimeteu e Prometeu receberam a tarefa de dotar aos homens de dons com os que pudessem sobreviver e prosperar. Epimeteu distribuiu generosamente tais dons, como peles e asas, mas quando chegou a hora dos homens, os dons tinham acabado.

Remover publicidades

Advertisement

O Crime de Prometeu

Sentindo dó da fraqueza e nudez humanas, Prometeu invadiu a oficina de Hefesto e Atena no Monte Olimpo e robou o fogo, e ao escondê-lo em oca férula, deu o valioso presente ao homem o que o ajudaria na luta da vida. O titã também ensinou ao homem como usar esse presente e assim começou a arte da metalurgia; ele tambiém veio a ser associado com ciência e cultura.

Remover publicidades

Advertisement

Prometeu invadiu a oficina de Hefesto e Atena no Monte Olimpo e robou o fogo, e deu o valioso presente ao homem.

Em uma versão ligeiramente diferente da história, a humanidade já tinha o fogo, e quando Prometeu tentou enganar Zeus para que comesse os ossos e a gordura em lugar da melhor carne durante um banquete no Monte Olimpo, Zeus, enfurecido, tirou o fogo dos homens para que estes comessem sua carne crua. Isto também explicaria por que, nos sacrifícios com animais, os gregos sempre dedicassem os ossos e a gordura aos deuses e eles próprios comessem a carne.

O Castigo de Prometeu

Zeus ficou indignado pelo roubo do fogo por parte de Prometeu e, assim, castigou o titã fazendo que o levassem longe, em direção ao Oriente, talvez ao Cáucaso. Aqui Prometeu foi acorrentado a uma rocha (ou a uma coluna) e Zeus enviou uma águia para que comesse o fígado do titã. Pior ainda, o fígado voltava a crescer durante a noite e a águia retornava durante o dia para perpetuamente atormentar Prometeu. Afortunadamente para o benfeitor do homem, mas só depois de muitos anos, o herói Hércules, ao passar um dia durante suas famosas ações, matou a águia com uma de suas flechas. Em Os Trabalhos e os Dias de Hesíodo se nos diz que Zeus puniu o homem por ter recebido o fogo, tendo instruído Hefesto a criar do barro a primeira mulher, Pandora, e por meio dela todos os aspectos negativos da vida cairiam sobre a raça humana - trabalho, doença, guerra e morte - e definitivamente separar os seres humanos dos deuses.

Prometheus relief
Alívio de Prometeu
Carole Raddato (CC BY-SA)

Prometeu foi venerado em Atenas, particularmente pelos oleiros (que, naturalmente, precisam de fogo nos seus fornos) e havia uma corrida anual com tochas celebrada na honra do deus. Prometeu aparece primeiro numa peça de marfim de Esparta no século VII AEC e na cerâmica grega de cerca de 600 AEC, usualmente sendo punido. O mito de Prometeu e seu terrível castigo por Zeus foi o tema de Prometeu Acorrentado do poeta trágico Ésquilo.

Remover publicidades

Advertisement

Bibliografia

Remover publicidades

Publicidade

Sobre o tradutor

Jose Gonzalo Armijos Palacios
Desde muy joven se interesó por el origen de las cosas, especialmente de la sociedad. Estudia con profundidad la filosofía griega clásica con énfasis en la relación entre filosofía y mitología griegas.

Sobre o autor

Mark Cartwright
Mark é um historiador sediado em Itália. Os seus interesses especiais incluem olaria, arquitetura, mitologia mundial e descobrir as ideias que todas as civilizações partilham entre elas. Ele tem um Mestrado em Filosofia Política e é o Diretor de Publicação na AHE.

Citar este trabalho

Estilo APA

Cartwright, M. (2013, Abril 20). Prometeu [Prometheus]. (J. G. A. Palacios, Tradutor). World History Encyclopedia. Recuperado de https://www.worldhistory.org/trans/pt/1-11877/prometeu/

Estilo Chicago

Cartwright, Mark. "Prometeu." Traduzido por Jose Gonzalo Armijos Palacios. World History Encyclopedia. Última modificação Abril 20, 2013. https://www.worldhistory.org/trans/pt/1-11877/prometeu/.

Estilo MLA

Cartwright, Mark. "Prometeu." Traduzido por Jose Gonzalo Armijos Palacios. World History Encyclopedia. World History Encyclopedia, 20 Abr 2013. Web. 14 Abr 2021.