A Família na Antiga Mesopotâmia

Artigo

Jan van der Crabben
por , traduzido por Cláudia Barros
publicado em 18 Janeiro 2012
X
translations icon
Disponível em outros idiomas: Inglês, Espanhol, árabe

Na Antiga Mesopotâmia a família era uma parte essencial da sociedade, encontrando-se regida por uma série de normas patriarcais. A monogamia era a regra de ouro, apesar da nobreza ter a possibilidade de disfrutar da companhia de concubinas. A compra de esposas aos pais era algo muito comum, mas a prática começa a cair em desuso a partir de 3000 AEC.

À mulher era permitido ir a qualquer lado ou fazer o que quer que desejasse, sendo-lhe possível gerir um negócio, desde que tivesse a permissão do marido, ou se fosse viúva. Em casos de divórcio, ambas as partes tinham de pagar uma espécie de multa. Mesmo assim, o marido tinha uma certa vantagem: uma mulher sem filhos divorciava-se muito facilmente; pelo contrário caso deixasse o marido enfrentaria penalidades severas. Conceber uma criança era o principal objetivo de um casamento. E como,ainda hoje, em muitas sociedades, os meninos eram os preferidos.

Remover publicidades

Advertisement

Às crianças era-lhes imposto que respeitassem os pais, sendo o desprezo pelo pai/mãe visto como um pecado grave. O núcleo familiar era concebido como um todo fundamental, o que refletia a crença no relacionamento dos deuses entre si, e no modo como estes se respeitavam mutuamente. A venda de crianças era apenas feita em casos de dificuldades financeiras, porém era geralmente visto como um mau presságio.

O agregado familiar, em si, compreendia os escravos e o clã. Família e clã eram vistos como sistemas de apoio mútuo, tanto a nível financeiro, como moral. Os membros de uma família estavam responsáveis uns pelos outros perante os deuses.

Remover publicidades

Advertisement

Remover publicidades

Publicidade

Bibliografia

Sobre o tradutor

Cláudia Barros
Licenciada em Arqueologia, em 2018, pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Atualmente, encontra-se a terminar a tese de Mestrado em Arqueologia, sobre Ksar Sghir (Norte de Marrocos), na mesma instituição (2018 - até ao presente). Principais interesses: Arqueologia, Arqueologia da Paisagem, Arqueologia Egípcia, Egiptologia, Arqueologia do Próximo Oriente, Arqueologia do Norte de Marrocos.

Sobre o autor

Jan van der Crabben
Jan é o fundador e CEO da World History Encyclopedia, liderando esta empresa sem fins lucrativos para melhor cumprir a sua missão de envolver pessoas com patrimônio cultural e melhorar a educação histórica em todo mundo. Possui um MA em War Studies pelo King's College.

Cite este trabalho

Estilo APA

Crabben, J. v. d. (2012, Janeiro 18). A Família na Antiga Mesopotâmia [The Family in Ancient Mesopotamia]. (C. Barros, Tradutora). World History Encyclopedia. Recuperado de https://www.worldhistory.org/trans/pt/2-16/a-familia-na-antiga-mesopotamia/

Estilo Chicago

Crabben, Jan van der. "A Família na Antiga Mesopotâmia." Traduzido por Cláudia Barros. World History Encyclopedia. Última modificação Janeiro 18, 2012. https://www.worldhistory.org/trans/pt/2-16/a-familia-na-antiga-mesopotamia/.

Estilo MLA

Crabben, Jan van der. "A Família na Antiga Mesopotâmia." Traduzido por Cláudia Barros. World History Encyclopedia. World History Encyclopedia, 18 Jan 2012. Web. 21 Mai 2022.