A Pedra de Tizoc

Artigo

Mark Cartwright
por , traduzido por Ricardo Albuquerque
publicado em 28 Setembro 2013
Disponível noutras línguas: Inglês, francês, espanhol
X

A Pedra de Tizoc é um enorme cilindro de pedra proveniente da capital asteca de Tenochtitlán, que retrata um disco solar na face plana superior e ostenta uma frisa em torno da borda, mostrando guerreiros astecas e o rei Tizoc, cujo reinado, de 1481 a 1486, foi assolado por rebeliões em todo o império. A pedra quase certamente foi utilizada em cerimônias sacrificiais, seja em concursos de lutas ou como receptáculo para os corações das vítimas.

Tizoc Stone
Pedra de Tizoc
Dennis Jarvis (CC BY-SA)

O artefato é feito de basalto, mede 2,67 metros de diâmetro e tem espessura de 92,5 centímetros. Coberto com elaboradas esculturas em relevo, acredita-se que a pedra como um todo representa o universo, tal como definido pelo Império Asteca. A superfície superior mostra um disco solar com oito pontas ou raios, representando os quatro pontos cardeais e medianos. Estendendo-se ao longo da beirada externa da superfície da pedra há uma faixa de estrelas representando os céus, enquanto ao longo da borda interna há uma fila dupla de lâminas verticais em ponta, retratando a terra. Esta faixa inferior também possui quatro máscaras retratando a divindade terrestre dos astecas, cada uma disposta num dos quatro pontos cardeais.

Remover publicidades
Publicidade

A frisa principal que se estende ao longo da circunferência da pedra é esculpida em relevo e retrata 14 guerreiros astecas levando os deuses das civilizações conquistadas como cativos. Os guerreiros, todos virados para a direita e, portanto, movendo-se no sentido contrário aos ponteiros do relógio, estão agarrando os deuses pelos cabelos, o modelo padrão de representação de captura e submissão na arte asteca. Também retratado, vestindo os trajes cerimoniais de gala dos deuses Huitzilopochtli e Tezcatlipoca, que incluem um grande adorno de cabeça, está Tizoc em pessoa. As várias cidades que os cativos representam são mostrados através dos seus glifos de nome e a pedra, portanto, simboliza a dominação asteca do México central, glorificando, aos seus olhos, a ordem que o Império trouxera para o universo.

A pedra pode ter sido usada como uma plataforma nos concursos de luta, um ritual comum em sacrifícios astecas.

A pedra pode ter sido usada como uma plataforma nos concursos de luta, um ritual comum em sacrifícios astecas. Nestas disputas, uma única vítima era obrigada a lutar contra um grupo de guerreiros ou cavaleiros escolhidos a dedo. Naturalmente, a vítima não tinha a menor possibilidade de sobreviver a esta provação ou mesmo ferir seus oponentes, pois não apenas ficava amarrada à plataforma de pedra circular (temalacatl) mas costumava portar como arma um porrete emplumado, enquanto os atacantes dispunham de espadas ou porretes com gumes de obsidiana, afiados como navalhas. Uma função alternativa da pedra pode ter sido como um cuauhxicalli, ou receptáculo dos corações das vítimas sacrificadas.

Remover publicidades
Publicidade

A Pedra de Tizoc foi descoberta no dia 17 de dezembro de 1790, sob a Plaza de la Constitución da Cidade do México, construída sobre a capital asteca de Tenochtitlán. Pode ser vista atualmente no Museu Nacional de Antropologia, situado na mesma cidade.

Remover publicidades
Publicidade

Bibliografia

A World History Encyclopedia é um associado da Amazon e recebe uma comissão sobre as compras de livros elegíveis.

Sobre o tradutor

Ricardo Albuquerque
Ricardo é um jornalista brasileiro que vive no Rio de Janeiro. Seus principais interesses são a República Romana e os povos da Mesoamérica, entre outros temas.

Sobre o autor

Mark Cartwright
Mark é autor, pesquisador, historiador e editor em tempo integral. Seus principais interesses incluem arte, arquitetura e descobrir as ideias que todas as civilizações compartilham. Ele possui mestrado em Filosofia Política e é diretor editorial da WHE.

Citar este trabalho

Estilo APA

Cartwright, M. (2013, Setembro 28). A Pedra de Tizoc [The Tizoc Stone]. (R. Albuquerque, Tradutor). World History Encyclopedia. Obtido de https://www.worldhistory.org/trans/pt/2-609/a-pedra-de-tizoc/

Estilo Chicago

Cartwright, Mark. "A Pedra de Tizoc." Traduzido por Ricardo Albuquerque. World History Encyclopedia. Última modificação Setembro 28, 2013. https://www.worldhistory.org/trans/pt/2-609/a-pedra-de-tizoc/.

Estilo MLA

Cartwright, Mark. "A Pedra de Tizoc." Traduzido por Ricardo Albuquerque. World History Encyclopedia. World History Encyclopedia, 28 Set 2013. Web. 29 Mai 2024.