Fundraiser tradução

Para que estudantes de todo o mundo possam aprender sobre história gratuitamente, precisamos fornecer conteúdo em muitos idiomas diferentes. Faça uma doação hoje e ajude-nos a traduzir para que possamos causar um impacto verdadeiramente global. Obrigado!
$900 / $3000

Definição

Mark Cartwright
por , traduzido por Babeth Étiève-Cartwright
publicado em 14 Fevereiro 2013
X

Texto original em inglês: Pan

Pan & Eros (by Mark Cartwright, CC BY-NC-SA)
Pan & Eros
Mark Cartwright (CC BY-NC-SA)

Pā é uma figura da mitologia grega que era originalmente um deus pastoral da Arcádia. Acreditava-se que ele morava nas montanhas e florestas da Grécia e era considerado o patrono dos pastores, portanto, um de seus atributos é o lagobolon - uma armadilha para lebre. Estenão é totalmente humano na forma, suas pernas são de uma cabra e ele tem chifres brotando de sua cabeça. Associado à música e seus poderes mágicos, ele é o responsável pela invenção do instrumento musical siringe, mais conhecido como flauta de pã.

Uma grande variedade de mitos cercam a ascendência de Pā, mas Hermes é freqüentemente citado como seu pai e uma Ninfa como sua mãe. Na mitologia grega, Pan apaixonou-se pela ninfa Syrinx, filha de Ladon, o deus-rio. Fugindo de suas atenções, Syrinx implorou a Zeus para salvá-la e apenas quando Pan capturou a ninfa, Zeus a transformou em juncos. Enfurecido, Pã quebrou os juncos em pedaços, mas ao refletir ele foi atingido pelo remorso e chorou e beijou os juncos quebrados, tudo o que restava de sua amada. Ao beijar os juncos, descobriu que sua respiração poderia criar sons a partir deles e então ele fez o instrumento musical que levaria o nome da ninfa perdida.

Remover publicidades

Advertisement

Outras figuras femininas que despertaram o afeto de Pã foram as ninfas Eco e Piedosa e também Selene, a personificação da lua. Finalmente, em alguns mitos, Pã também tinha intenções amorosas com a deusa Afrodite.

Associado à música e seus poderes mágicos, ele é o responsável pela invenção do instrumento mais conhecido como flauta de pã.

As cavernas eram frequentemente associadas à adoração ao deus, notadamente a caverna Korkykeion nas encostas do Monte Parnassos que era dedicado à adoração de Pã e ​​das Ninfas. Outra caverna usada como ponto de culto foi a caverna Vari, na Ática. Pastores, em particular, sacrificavam ao deus, geralmente crianças, cabras ou ovelhas ou ofereciam pequenas estátuas feitas de barro como oferendas votivas. Outras ofertas típicas de Pā incluíam vasos, lâmpadas e gafanhotos feitos de ouro. Junto com Artemis, ele também era tido em alta estima pelos caçadores e seu reino era visto como o de pequenos animais, como pássaros selvagens. Pã era particularmente associado a Delfos e Atenas, onde um culto ao deus foi estabelecido que incluía sacrifícios de cabras castradas e corridas de tochas. De acordo com o mito (contado por Heródoto), esse culto foi estabelecido em troca da ajuda de Pã aos atenienses na batalha de Maratona.

Remover publicidades

Advertisement

Panpipes
Tubos de panela
Mark Cartwright (CC BY-NC-SA)

Pã aparece na arte grega por volta de 500 AEC e em suas primeiras representações na cerâmica grega ele é todo bode, de pé sobre as patas traseiras. Posteriormente, na cerâmica de figuras vermelhas, ele adquiriu a parte superior do corpo e a cabeça humanas, mas com chifres de cabra e frequentemente estava na companhia de Mênades e Sátiros. O deus também se tornou associado aos rituais e festividades associados a Dioniso. No século 4 AEC, Pã apareceu no verso das moedas cunhadas para a Liga Arcadiana.

No período helenístico, a popularidade do deus aumentou e ele ficou associado ao pânico que podia se espalhar entre os soldados no calor da batalha. Um excesso semelhante de emoção violenta (panolepsia) também pode dominar um indivíduo. Na época dos romanos, o deus ficou conhecido como o Todo, uma espécie de deus universal, que era um jogo de palavras com o outro significado da palavra pā.

Remover publicidades

Advertisement

Remover publicidades

Publicidade

Sobre o tradutor

Babeth Étiève-Cartwright
Babeth used to teach English at the British Council, Milan. Fluent in French, English and Italian she has 25 years experience in the field of education. She enjoys travelling and learning about the history and heritage of other cultures.

Sobre o autor

Mark Cartwright
Mark é um historiador que vive na Itália. Seus interesses incluem cerâmica, arquitetura, mitologia e a descoberta das ideias que todas as civilizações partilham entre si. Tem Mestrado em Filosofia Política e é o Diretor de Publicação na Enciclopédia da História Mundial.

Cite este trabalho

Estilo APA

Cartwright, M. (2013, Fevereiro 14). Pā [Pan]. (B. Étiève-Cartwright, Tradutor). World History Encyclopedia. Recuperado de https://www.worldhistory.org/trans/pt/1-11290/pa/

Estilo Chicago

Cartwright, Mark. "." Traduzido por Babeth Étiève-Cartwright. World History Encyclopedia. Última modificação Fevereiro 14, 2013. https://www.worldhistory.org/trans/pt/1-11290/pa/.

Estilo MLA

Cartwright, Mark. "." Traduzido por Babeth Étiève-Cartwright. World History Encyclopedia. World History Encyclopedia, 14 Fev 2013. Web. 27 Nov 2021.