As Linhas de Nazca

Artigo

Mark Cartwright
por , traduzido por Ricardo Albuquerque
publicado em 10 Março 2014
Disponível noutras línguas: Inglês, francês, espanhol
X

A civilização de Nazca floresceu no Peru meridional entre 200 a.C. e 600 d.C. e entre seus legados mais famosos estão os geoglifos e as linhas – conhecidos em conjunto como as Linhas de Nazca - situados ao longo da costa sul do Peru e norte do Chile. As imagens trazem desenhos estilizados de animais, plantas e humanos ou linhas simples que conectam locais sagrados ou indicam fontes de água.

As linhas de Nazca, desenhadas através de desertos e colinas, foram feitas por muitos séculos e, embora seu propósito exato ainda seja debatido, a teoria mais amplamente aceita é que serviam como caminhos percorridos em ritos religiosos e procissões. As linhas de Nazca estão listadas pela Unesco como um Patrimônio Histórico Mundial.

Remover publicidades
Publicidade

Nazca Line Hummingbird
Beija-Flor das Linha de Nazca
Tobias Lange (CC BY-NC-SA)

Projetos e Dimensões

Era fácil e rápido produzir as linhas pela remoção das rochas superficiais, oxidadas e mais escuras, que se estendem pelo chão mais claro do deserto dos pampas. A aridez da região as preservou bem (embora o Sol possa escurecer a areia mais clara com o tempo) e muitas ainda estão claramente visíveis atualmente. A maior parte das figuras é visível somente do ar, mas algumas foram feitas em vertentes de colinas e, assim, podem ser visualizados do chão.

A escala das figuras pode ser imensa e muitas são pelo menos do tamanho de campos de futebol.

Existem linhas simples - tanto retas quanto curvas - ou agrupadas e cruzando-se em complicadas configurações. A largura e comprimento podem variar - uma das mais longas tem 20 quilômetros. O comprimento total estimado de todas as linhas chega a 1.300 quilômetros. As que são utilizadas para esboçar uma forma específica compõem-se geralmente de uma linha contínua. As figuras podem ser formas geométricas, tais como triângulos, espirais, trapezoides, setas e zigue-zagues. Como exemplos de formas de animais podem ser citados o beija-flor, condor, macaco, lhama, pato, lagarto, aranha e até uma baleia orca. Árvores, plantas e flores, tais como os cactos, também podem ser encontrados, assim como figuras humanas (especialmente nas vertentes das colinas) e objetos como tripés, teares e leques. Muitas formas ainda estão por ser identificadas. A escala das figuras pode ser imensa e muitas são pelo menos do tamanho de campos de futebol.

Remover publicidades
Publicidade

Nazca Lines Creation
Criação das Linhas de Nazca
Amplitude Studios (Copyright)

A criação destas enormes figuras tornou-se possível através da cuidadosa transposição de modelos em pequena escala, aumentando suas proporções. No total, mais de 300 exemplos de figuras geométricas, animais e humanas foram identificadas, abrangendo, junto com os locais propositalmente limpos, uma área de mais de 640 quilômetros quadrados de deserto.

Nazca Line Cactus
Cacto das Linhas de Nazca
Tobias Lange (CC BY-NC-SA)

Propósito

O exato propósito das linhas ainda é muito debatido entre acadêmicos e público em geral. As propostas variam desde mapas astronômicos relevantes para o calendário agrícola a indicadores de rotas sagradas entre os locais religiosos de Nazca, um dispositivo comum em outras culturas antigas da América do Sul. Aquelas nas vertentes das colinas podem ter indicado a direção para os viajantes – e terminaram ser utilizadas desta forma, intencionalmente ou não. As linhas que criam formas nunca se cruzam e geralmente os pontos de partida são diferentes dos finais, indicando que talvez tenham servido como trajetos percorridos durante cerimônias religiosas periódicas. De fato, uma destas linhas conduz diretamente a uma pequena cabana. Sugestões mais fantásticas propõem que as linhas representam a ação de visitantes de outros planetas, mas estas são geralmente rejeitadas pela completa falta de evidências e a facilidade com que as figuras podem ser criadas - um dos experimentos demonstrou que uma pequena equipe poderia limpar 16.000 metros quadrados do deserto numa semana.

Remover publicidades
Publicidade

Talvez o mais óbvio propósito das linhas seja o desejo dos habitantes de Nazca de mostrar sua reverência pelo mundo natural e homenagear seus deuses, especialmente aqueles que controlavam o clima, tão vital para uma agricultura bem-sucedida nas planícies áridas do Peru. Em apoio a esta visão está o fato de que muitas figuras também aparecem nos tecidos e decoração das cerâmicas de Nazca. Além disso, muitas das linhas retas irradiam-se de colinas e montanhas e outras fontes de água (62 pontos foram identificados); as formas trapezoides com frequência "apontam" na direção de uma fonte de água; e os dois principais sítios da civilização Nazca, Ventilla e Cahuachi, estavam conectados por uma das linhas.

Nazca Line Human Figure
Figura Humana das Linhas de Nazca
Tobias Lange (CC BY-NC-SA)

Conclusão

Talvez o verdadeiro propósito das linhas de Nazca seja uma combinação de algumas das sugestões mencionadas acima. É fato que as linhas aparecem em maiores números nas proximidades de povoados e cursos de rios e que foram feitas ao longo de vários séculos. Elas podem ser facilmente desenhadas por um único indivíduo em poucos dias e, com frequência, novas figuras se sobrepõem e ignoram as antigas, o que sugere fortemente uma falta de planejamento unificado de longo prazo. Portanto, pode-se concluir que foram feitas por diferentes grupos, em épocas diversas, e serviam a mais do que um simples objetivo.

Remover publicidades
Publicidade

Perguntas e respostas

Quem construiu as linhas de Nazca e por quê?

O povo Nazca do Peru meridional (200 a.C. - 600 d.C.) produziu as linhas de Nazca, que são grandes desenhos no chão representando animais estilizados, plantas, humanos ou simples linhas. Seus propósitos não são conhecidos ao certo, mas estudiosos acreditam que foram desenhadas como caminhos a serem percorridos em cerimônias religiosas.

Qual é o mistério das linhas de Nazca?

As linhas de Nazca já foram consideradas misteriosas porque não se compreendia como tais desenhos poderiam ser feitos sem serem visto do ar pelos seus criadores. Os arqueólogos, porém, provaram que é bastante fácil produzir tais linhas removendo-se pedras e, para criar as criaturas estilizadas, utilizavam-se modelos em escala. Em resumo, não há mistério.

Como as linhas de Nazca ainda estão lá?

As linhas de Nazca ainda existem no Peru porque o ambiente é muito seco e elas foram criadas simplesmente removendo-se as pedras para revelar a terra mais clara por baixo. Na verdade, algumas foram apagadas com o tempo e há evidências de que muitas foram feitas sobre linhas mais antigas ou que as linhas eram regularmente "reparadas" para manter sua aparência.

Quais são os desenhos das linhas de Nazca?

Algumas são simples linhas retas ou curvas. Os desenhos mais complexos mostram aranhas, pássaros, répteis, mamíferos e humanos estilizados. Árvores, plantas e flores são retratadas também. Há também muitos desenhos geométricos, tais como triângulos e espirais.

Bibliografia

A World History Encyclopedia é um associado da Amazon e recebe uma comissão sobre as compras de livros elegíveis.

Sobre o tradutor

Ricardo Albuquerque
Ricardo é um jornalista brasileiro que vive no Rio de Janeiro. Seus principais interesses são a República Romana e os povos da Mesoamérica, entre outros temas.

Sobre o autor

Mark Cartwright
Mark é autor, pesquisador, historiador e editor em tempo integral. Seus principais interesses incluem arte, arquitetura e descobrir as ideias que todas as civilizações compartilham. Ele possui mestrado em Filosofia Política e é diretor editorial da WHE.

Citar este trabalho

Estilo APA

Cartwright, M. (2014, Março 10). As Linhas de Nazca [Nazca Lines]. (R. Albuquerque, Tradutor). World History Encyclopedia. Obtido de https://www.worldhistory.org/trans/pt/2-665/as-linhas-de-nazca/

Estilo Chicago

Cartwright, Mark. "As Linhas de Nazca." Traduzido por Ricardo Albuquerque. World History Encyclopedia. Última modificação Março 10, 2014. https://www.worldhistory.org/trans/pt/2-665/as-linhas-de-nazca/.

Estilo MLA

Cartwright, Mark. "As Linhas de Nazca." Traduzido por Ricardo Albuquerque. World History Encyclopedia. World History Encyclopedia, 10 Mar 2014. Web. 27 Mai 2024.